quinta-feira, junho 30, 2011

O presságio ep. 256

Ela podia sentir o gelo, afinal, estava seguindo em frente também e de certa forma aquela era a primeira vez em que ele não deixou claro estar de braços abertos.
Ele por sua vez, pensou em como ela conseguia escolher um momento extao para sabotar sua ascensão e sentiu raiva.
-Quer saber, chega, não vou fazer isso. Cometer esse erro novamente, ela não vai ruir minha viva!
Quando se jogou na cama e pôs a cabeça sob o travesseir, sua mente sabotou seu desejo e sua raiva começou a dissipar-se, instintivamente, levantou-se pegou o casaco e saiu batendo porta.

Após andar pelo quarteirão, coçou a cabeça, tentando inutilmente achar uma solução para os pensamentos que lhe vinham a cabeça, foi quando colocou as mãos em seus bolsos para achar o celular que encontrou a solução de seus sonhos.Dentro daquele casaco, escondido no bolso interno, a pequenina caixa de veludo roxo, com um par de alianças que comprara no ano anterior quando havia decidido noivar-se com Camille. E em seu momento de angústia e aflição não hesitou e foi para a casa de sua futura esposa.
Como em filmes românticos, ele comprou flores e se ajoelhou aos pés de sua suposta amada pondo em seus delicados dedos a aliança que dizia: "Para sempre minha Camille"
Após estourarem todas as garrafas de champagne, ele começou a sentir sua consciêcia tocar e absorver a atitude. dirigiu para casa e quando chegou, subiu as pressas para seu quarto, mais uma vez a bater as portas e jogou-se na cama.
-O que eu fiz?
Em sua cama, após um dia de colégio, Sissy se sentia estranha, seu peito estava apertado e aflito,porém, se manteve composta, não queria demonstrar seus pesâres.
Aquela foi a uma noite incrivelmente longa para ambos.Em seus sonhos, Sissy, o encontrava, segurava em sua mão porém, ele a encarava furioso e soltava de sua mão com um gesto brusco, ela permanecia no meio da estrada deserta enquanto ele fugia. Acordou suando e com falta de ar, levantou, bebeu água e voltou para cama, com a voz em sua cabeça que repetia: " Nunca mais o verá!"
Acordou na manhã seguinte com um gosto amargo na boca, tentou fingir que o sonho não significava nada e retomou sua rotina.Quando ele entrou,ela lhe disse "bom dia" e ele apenas repetiu como se fosse um robô.Dali em diante não houve mais contato.

quarta-feira, junho 29, 2011

A súbita paixão por Anakin episódio 100

Levada sempre por seus impulsos amorosos, Sissy, demonstrou mais uma vez sua fraqueza. Desta vez, por Anakin, que por sua vez, também se deixou levar pelos momentos em que passaram juntos.
Em seu diário, ela relatara tudo que acontecia , assim segue o trecho sobre Anakin:
"Anakin, com seus cabelos castanhos, sua pele branca, seu sorriso encantador e brilhante e seus expressivos
olhos azuis.[...]
Depois de alguns dias, nossa amizade já estava consumida."
Certo dia, após a aula, Sissy foi para o polo comercial da cidade vizinha, lá ela encontrou Anakin. Os dois se olharam e com um simultâneo: "oi" retornaram ao silêncio, porém foi ele quem desejou quebrá-lo com um simplório "tudo bem?" respondendo com um aceno de cabeça, ela lhe fez a mesma pergunta.
"Não!" - quase gritante.
Ela imediatadamente sentiu que ele precisava desabafar, assim se dirigiram a um lance de escada da área de serviço do prédio.
Com a cabeça apoiada sob as pernas de Sissy, começou a desabafar.
" E Anakin seguia com os sussuros de seu lamento, enquanto acariciava seus longos cabelos [...]"

Conhecendo Sissy

Desde os tempos de infância, Sissy era a menina mais estranha que conheci. 
No colégio, sempre se sentava na frente perto da professora, em dias de prova era sempre perto da porta. Nos intervalos batia nos meninos e quase sempre estava sozinha.
Apesar da solidão, continuava com um sorriso nos lábios.E que fique bem claro, ela já se apaixonara desde cedo.
Explosiva que só, nunca deixava para trás assuntos em aberto, ou era tudo ou era nada.
Querida pela professora, odiava pelos alunos da turma, pois era a única a saber todas as tabuadas de frente para trás e de trás para frente.Não tinha um estilo meninina, estava mais para 'Dennis, O Pimentinha'.
E sabe, ela não era encantadora, era gordinha e baixinha, além de mandona e marrenta.Mas confesso que com o tempo, me apeguei a ela.

Favorita de anos

Eu não vou pro inferno
Eu não iria tão longe por você
Mas vai ser impossível não lembrar
Vou estar em tudo que você vê

Nos seus livros
Nos seus discos
Vou entrar na sua roupa
E onde você menos esperar...
Eu vou estar

Verso 2:
Eu não vou pro céu também
Eu não sou tão bom assim
Mesmo quando encontrar alguém
Você ainda vai ver... a mim ahaaa...

Nos seus livros
Nos seus discos
Vou entrar na sua roupa
E onde você menos esperar...

Embaixo da cama
Nos carros passando
No verde da grama
Na chuva chegando
Eu vou voltar....

Nos seus livros
Nos seus discos
Vou entrar na sua roupa
E onde você menos esperar...
Eu vou estar...hum...
Eu vou estar...hum...

Nanarana Naranara...
Nanarana...

terça-feira, junho 28, 2011

Paulinha Fernandes

Eu tô com saudades
Da nossa amizade
Do tempo em que a gente
Amava se ver
Eu não sou palavra
Eu não sou poema
Sou humana pequena
A se arrepender

Às vezes sou dia
Às vezes sou nada
Hoje lágrima caída
Choro pela madrugada
Às vezes sou fada
Às vezes faísca
Tô ligada na tomada
Numa noite mal dormida

Se o teu amor for frágil e não resistir
E essa mágoa então ficar eternamente aqui
Estou de volta a imensidão de um mar
Que é feito de silêncio
Se os teus olhos não refletem mais o nosso amor
E a saudade me seguir pra sempre aonde eu for
Fica claro que tentei lutar por esse sentimento

Diga sim ouça o som
Prove o sabor que tem o meu amor
Cola em mim a tua cor
Eu te quero sim, sem dor
Diga sim...

segunda-feira, junho 27, 2011

Em memória

Kurt Cobain, líder de uma geração
Eu virei pó, fotografia,
Sou lembrança do passado
Agora sou a prova viva
De que nada nessa vida
É pra sempre até que prove o contrário

Último ano

 
"E nossa história não estará pelo avasso assim sem final feliz,teremos coisas bonitas para contar.E até lá,vamos viver,temos muito ainda por fazer,não olhe pra trás apenas começamos,o mundo começa agora,apenas começamos"
Renato Russo
Sentirei falta das noites em que sorri, conversei e comemorei.
Apesar de ter tido momentos nos quais não desejava estar ali,
Momentos em que a ignorância e falta de senso alheio me fez explodir,
 Mesmo com a frustração de não ter aprendido tudo o que deveria,
Sinto que a educação é algo parecido com a felicidade,
Pois só poderemos dizer certamente o que aprendemos no fim de nossas vidas.
A minha educação não pretende parar agora que concluo o terceiro ano,
Ela irá além, atravessará os muros de uma universidade,
E pousará para descansar suas asas em um emprego sólido.
Quando enfim, retomar o fôlego, voará para um lugar no infinito
Pois a aprendizagem é infinita, sempre queremos e sempre há mais o que se aprender!

domingo, junho 26, 2011

Nasce a nova Jessie G

Do que é feito daqueles beijos que eu te dei
Daquele amor cheio de ilusão
Que foi a razão do nosso querer
Pra onde foram tantas promessas que me fizeste
Não se importando que o nosso amor viesse a morrer
Talvez com outro estejas vivendo bem mais feliz
Dizendo ainda que nunca houve amor entre nós
Pois tu sonhavas com a riqueza que eu nunca tive
E se ao meu lado muito sofreste
O meu desejo é que vivas melhor
Vai com Deus
Sejas feliz com o seu amado
Tens aqui um peito magoado
Que muito sofre por te amar
Eu só desejo que a boa sorte siga teus passos
Mas se tiveres algum fracasso
Creias que ainda eu posso ajudar
**
Nas incertezas de um caminho
Que é tão doido sem você
Eu já me encontrava tão sozinha
Antes de adeus você dizer
Na mágoa de um sonho que acabou
Dia a dia sentia você partir
Sem rumo, perdida, vou ficando aqui
Sem você, sem você
Nem o tempo me faz companhia
Não me arranca essa agonia de viver
Sem você, sem você
O silêncio dessas horas frias
São palavras que não sei dizer
Ainda amo você
**
Você me pede na carta
Que eu desapareça
Que eu nunca mais te procure
Pra sempre te esqueça
Posso fazer tua vontade
Atender teu pedido
Mas esquecer é bobagem
É tempo perdido
Ainda ontem chorei de saudade
Relendo a carta, sentindo o perfume
Mas que fazer com essa dor que me invade
Mato esse amor ou me mata o ciúme

quinta-feira, junho 23, 2011

Boa noite Jhon Boy! Boa noite Mary Anne!

Pela primeira vez eu estou querendo ser o homem da história, não no sentido literal e sim porque eu quero que a minha MARY ANNE sempre comigo ela é o meu maior sentido de vida.
Quero muito que antes de dormir ela me deseje um: - BOA NOITE JHON BOY !
Assim como minha mãe fazia comigo antes de dormir, sei que é meio infantil mas quero que ela me ame assim como amo minha mãe.
Pode ser que a minha filha nunca se decepcione comigo como eu me deepcionei com a minha MOM, mas se ela se decepcionar será por eu ter feito algo certo para ela e não algo certo só para mim.
Ser mãe é não ser egoísta!

Amor verdadeiro! Amor da vida inteira!



Não quero ser sua escolha, quero ser sua única opção...

"Todas as minhas palavras e cada batida do meu coração... São todas para você!"

"De todos os modos que o amor tem que ser verdadeiro, há um específico. E esse modo é a soma de todos os outros"

"Sonhe como se fosse viver para sempre. Viva como se fosse morrer amanhã"

"O destino é a ponte que construímos até a pessoa amada."

"Se você fosse uma música seria as melhores notas."
Não posso achar um jeito de descrever isso
apesar de ter sentido todos os dias
não fui capaz de melhorar
só vim cometer os mesmos erros novamente

mas podemos conversar
como se estivéssemos mortos
sinto-me quebrar por dentro
foi alguma coisa que eu disse?

Não me abandone aqui
preso tao alto
amarrado a uma corda tao frágil
dói ter que pensar sobre mim

talvez eu devesse parar de tentar
talvez eu devesse ter tentado algum dia
eu poderia ter ajudado
se você me permitisse existir

Não há mais tempo para esperar pt.2

Ontem quando a luz do luar invadiu meu quarto, trazendo uma brisa fria e perfumada, soube que era a hora de abrir os olhos.
Ao som do ranger de suas madeiras envelhecidas, reconheci minha velha amiga, a Ponta das Escolhas.
Ambas podiam sentir que não havia mais como evitar o destino, sabíamos que tudo iria terminar em breve. Tocando em suas cordas gastas e puídas, lhe disse:
- Não quero prolongar esse fim, se é inevitável, que seja breve.
Ela concordou com mais um rangido longo e ecoado.
Por algumas horas trocamos pensamentos, relembramos momentos e por fim nos despedimos.
Sinceramente, a parte mais difícil não foi a despedida em si, e sim a lembrança de tantos outros momentos inesquecíveis.
Após andar sob suas madeiras, ela me pediu que arrebentasse suas velhas cordas quando tocasse em terra firme, fiquei honestamente tocada com sua atitude, afinal ela estava desistindo de existir e me pedira isso.
Não neguei seu pedido, mas acrescentei um também.
Quando cheguei ao outro lado, segurava em uma mão a faca que tirava a finalidade de minha amiga, e na outra um pedaço de seu corpo.
Minha vida poderá seguir em frente para sempre, pois ela estará comigo até o fim de meus dias assim como estive com ela até sua morte.
A vida se vai com facilidade, mas o que a torna eterna é por ter feito amizades, ter tido conquistas e ter no fim boas lembranças.

quarta-feira, junho 22, 2011

Não há mais tempo para esperar

A vida cobra uma atitude, isso ninguém pode mentir.
Ela nos leva a uma ponte, nos põe em seu meio e nos manda decidir seguir ou retroceder.
Estou sendo tirada de minha trilha e sendo levada para a ponte.
Vejo os prédios, as ruas, as praças e as casas de um ângulo diferente. O que me tranquiliza é que eu já conheço essa ponte faz anos, temos uma vida juntas, gosto dela e sei que é recíproco.
As escolhas são essenciais, elas determinam quem somos, mas isso não preciso dizer aqui, afinal já sabemos.
Mas desta vez será diferente, será a última vez que estarei na ponta das escolhas;
Não será uma despedida fácil, ela fez parte de mim durante todo a minha tragetória de vida, sempre tive aflição de estar lá, só que nos últimos anos ela me trouxe paz e segurança, quando o mundo me feria.
Quando chegar lá, tano eu quanto ela saberemos a verdade, estaremos tristes e solitárias na vida novamente.
O mundo pode ser perfeito
Ilusório
Doloroso
Agradável 
Amável
Pode até ser o mundo dos seus sonhos
Basta fazer a escolha e tudo será determinado para o bem ou para o mal

Agora irei apenas fechar meus olhos e esperar para reencontrar uma velha amiga!

O amor é uma falha!

Manhã de quarta-feira, 22 de Junho de 2011.

Hoje o dia está relativamente calmo, a brisa suave ameniza a dor da descoberta dos dias passado.
A minha descoberta pode ser concluída, porém a uma preço muito alto a se pagar por isso;
A minha paz!   É tudo o que devo perder para que o mundo conheça a grande falha do sistema humano.
Após ter conseguido todo esse conhecimento, não consigo mais adormecer normalmente, meus dias tem passado sem motivo, sem que eu perceba e a vida se vai dia após dia. Minhas noites de sono passaram a ser com um breve cochilo recheado de pesadelos, de dor e aflição ao extremo.
Mas nem tudo está perdido, só preciso esquecer e esconder o que descobri. A minha vida depende disso e a de outras pessoas também.
A minha confissão aqui não será divulgada, portanto se no fim de tudo eu optar por esquecer para salvar a minha vida, a verdade permanecerá aqui oculta, escondida dos olhos de todos, porém não se perderá.
O mundo precisa saber que o amor que todos dizem, que aprendem e querem para si é nada menos nada mais do que uma falha no sistema humano.
É óbvio que não somos robôs e nem máquinas de coração artificial mas por sermos humanos tão perfeitos adquirimos um processo maquinário ao longo dos anos.
E hoje pude ver onde deixamos de ser perfeito, o maior erro e o ponto mais fraco de nossa perfeção é o amor.
Ele nos torna fraco, forte, inúteis e essenciais dependendo de quem nós nos propomos a amar.
A necessidade do amor é a droga, a crença do amor é o início do fim e a descoberta do nosso fracasso de cada amor que temos na vida é o vício e ele nos leva a loucura.
Nos envolve de tal forma que sempre, sempre queremos mais, de novo, só dessa vez e quando percebemos estamos na rua da vida sem um pingo de dignidade no rosto.
A fraqueza nos faz deixar de ver o real, a droga nos usa, assim como pode nos levar as nuvens ela nos carrega ao inferno.
E você sabe o que é os efeitos colaterais, os senhores da abstinência?
O medo de perder, a mudança para a aceitação, a culpa desenfreiada e a ânsia de um beijo.
Com tantos métodos é fácil se deixar levar pela ação, pelos efeitos embriagantes dessa toxina.
Sei que nada é mais mortal do que a loucura do amor, seja ele possível e impossível.
Agora, não posso dizer que estou livre do amor, mas estou prestes a sair dessa crise de abstinência que se perpetua a mais de 8 anos.
Sei que se suportar mais um tempo, estarei livre e então poderei viver. Porém, as crises tem se intensificado; já não durmo, não como e as vezes me falta ar e a morte parece ser apenas uma linha a ser atravessada.
Sei que não estou sozinha, sei que existem outros como eu, mas a loucura é tanta que chegamos a pensar que isso é inútil, pois tememos uma recaída e se no futuro próximo só existir o amor como salvação?
Aí toda a minha luta terá sido inútil, e esse texto será apenas um monte de letras sem sentido.
ainda tenho uns meses pela frente e seja lá o que eu decidir, quero deixar aqui a minha marca de que nem tudo está perdido, é possível sim resistir a essa dominação em massa.
Que seja cada um por si, e todos por um!

terça-feira, junho 21, 2011

???

Eu sei que eu tenho um jeito
Meio estúpido de ser
E de dizer coisas que podem magoar e te ofender
Mas cada um tem o seu jeito
Todo próprio de amar e de se defender
Você me acusa e só me preocupa
Agrava mais e mais a minha culpa
Eu faço, e desfaço, contrafeito
O meu defeito é te amar demais
Palavras são palavras
E a gente nem percebe o que disse sem querer
E o que deixou pra depois
Mais o importante é perceber
Que a nossa vida em comum
Depende só e unicamente de nós dois
Eu tento achar um jeito de explicar
Você bem que podia me aceitar
Eu sei que eu tenho um jeito meio estúpido de ser
Mas é assim que eu sei te amar

mas claro ....

Você foi...
O maior dos meus casos
De todos os abraços
O que eu nunca esqueci
Você foi...
Dos amores que eu tive
O mais complicado
E o mais simples pra mim
Você foi...
O maior dos meus erros
A mais estranha história
Que alguém já escreveu
E é por essas e outras
Que a minha saudade
Faz lembrar
De tudo outra vez.
Você foi...
A mentira sincera
Brincadeira mais séria
Que me aconteceu
Você foi...
O caso mais antigo
E o amor mais amigo
Que me apareceu
Das lembranças
Que eu trago na vida
Você é a saudade
Que eu gosto de ter
Só assim!
Sinto você bem perto de mim
Outra vez...
Me esqueci!
De tentar te esquecer
Resolvi!
Te querer, por querer
Decidi te lembrar
Quantas vezes
Eu tenha vontade
Sem nada perder...
Ah!
Você foi!
Toda a felicidade
Você foi a maldade
Que só me fez bem
Você foi!
O melhor dos meus planos
E o maior dos enganos
Que eu pude fazer...
Das lembranças
Que eu trago na vida
Você é a saudade
Que eu gosto de ter
Só assim!
Sinto você bem perto de mim
Outra vez....

Luan Santana

Mais uma noite que passou
E você vem me dizer
Que ta morrendo de saudade
Não quer mais me ver sofrer
E diz que esta arrependida
E ta querendo me encontrar
E quer voltar pra minha vida
Mais agora não vai dar
Cansei de ter você na minha vida
Só pra mi fazer sofrer
E quero whisky, cerveja gelada e muita festa pra fazer
Cansei de entrar nessa enrrascada
Sua vida ta falada, eu não quero nem saber
Eu vou ficar no meio da mulherada
Vou rasgar a madrugada e que se dane o amanhecer
E agora eu entro folia
Quero farra e violão
Eu vou dar beijo nas guria
Coisa boa, que trem bão
E vê se deixa dessa onda
De querer se apaixonar
E não me ligue mais atoa
Não te quero, sai pra lá

Amar não é pecado!

Eu não sei, de onde vem, essa força que me leva pra você
Eu só sei que faz bem, mas confesso que no fundo eu duvidei
Tive medo, e em segredo, guardei o sentimento e me sufoquei
Mas agora, é a hora, eu vou gritar pra todo mundo de uma vez
Eu tô apaixonado
Eu tô contando tudo e não tô nem ligando pro que vão dizer
Amar não é pecado
E se eu tiver errado, que se dane o mundo, eu só quero você
Eu tô apaixonado
Eu tô contando tudo e não tô nem ligando pro que vão dizer
Amar não é pecado
E se eu tiver errado, que se dane o mundo, eu só quero você
Eu não sei de, onde vem, essa força que me leva pra você
Eu só sei, que faz bem, mas confesso que no fundo eu duvidei
Tive medo, e em segredo, guardei o sentimento e me sufoquei
Mas agora, é a hora, eu vou gritar pra todo mundo de uma vez
Eu tô apaixonado
Eu tô contando tudo e não tô nem ligando pro que vão dizer
Amar não é pecado
E se eu tiver errado, que se dane o mundo, eu só quero você
Eu tô apaixonado
Eu tô contando tudo e não tô nem ligando pro que vão dizer
Amar não é pecado
E se eu tiver errado, que se dane o mundo, eu só quero você
Ohh
Eu tô apaixonado
Eu tô contando tudo e não tô nem ligando pro que vão dizer
Amar não é pecado
E se eu tiver errado, que se dane o mundo, eu só quero você
Eu tô apaixonado
Eu tô contando tudo e não tô nem ligando pro que vão dizer
Amar não é pecado
E se eu tiver errado, que se dane o mundo, eu só quero você

quarta-feira, junho 08, 2011

Saudades

Saudade é uma palavra que engloba tantos outros subentendidos. Pode ser a falta de uma caneca, a dor de um sentimento por uma pessoa, de uma época não especificada e de um momento talvez mais preciso.
A falta que sinto hoje é de quando as coisas não eram tão severas - tá bom, as coisas sempre foram severas mas eram vistas de modo mais brando - e era tão fácil acordar com o meu pequeno bebê ao meu lado e dizer :"- Bom-dia, Flor do dia!"
Não tinha obrigações - mentira, eu tinha sim, mas é bom mentir para mim mesma de vez enquando, rs! - , os dias eram mais ensolarados e a minha visão era TOTALMENTE outra.

Como diria minha mãe: - Oh céus,oh vida!

segunda-feira, junho 06, 2011

O amor que esperei tanto tempo
E encontrei quando te vi
O amor que sonhei tantas vezes está aqui
O amor que tanto procurei
Em você eu reconhecir
O amor que inventei desde sempre chegou pra mim
(Refrão)
E assim será até o fim
E assim será para nós dois
E assim será um grande amor
E assim será,
E assim será, será um grande amor até o final
E nunca nada pode separar um grande amor
Que o coração tanto esperou e assim será
Eu sempre quis dizer te amo
Contar pra alguém os meus segredos
Tenho guardado poesias e tantos beijos
Em teus olhos descobri
Que foi feito para mim
Tudo que eu sempre sonhava
Está aqui